"Longe é um lugar perto que se chega com paciência."
(Fábio Ibrahim El Khoury)

Facebook

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Eckhart Tolle: Qual é a minha responsabilidade?


Eckhart Tolle

Imagine a Terra sem a vida humana, habitada apenas por plantas e animais. Será que ainda haveria passado e futuro? Será que as perguntas “que horas são?” ou “que dia é hoje?” teriam algum sentido para um carvalho ou uma águia? Acho que eles ficariam intrigados e responderiam: “Claro que é agora. A hora é agora. O que mais existe?”
(do livro “O Poder do Agora”)



(click em CC e deixe-o vermelho para legendar o vídeo)
(As vezes é necessário apertar o "play" para aparecer a opção CC)

.

Krishnamurti - Gravado em San Diego em 1970



Krishnamurti

Não é demonstração de saúde ser bem ajustado a uma
sociedade profundamente doente



J Krishnamurti San Diego 1970 Talk 1 Portugues from jkemportugues on Vimeo.



Osho: Não procure ser bom, procure ser consciente


Osho



Você pode sobreviver,mas sobrevivência não é vida.




 
Osho nos ensina justamente o contrário: encontre a divindade dentro de si e o bom virá espontaneamente. Aponta-nos também o valor da moralidade para a sociedade, mas não para o indivíduo...



Krishnamurti: Quem sou eu?



Jiddu Krishnamurti


Jiddu Krishnamurti - legendas Português

Krishnamurti em :"Quem sou eu?"



Osho: Vendendo felicidade

Osho

Relacionamento significa algo completo, acabado, fechado. O amor nunca é um relacionamento: amor é relacionar-se - é sempre um rio fluindo, interminável."



Osho: Vendendo felicidade - legendado

Não seguindo o conselho do mestre, baixei, legendei, e ofereço o que justamente não poderia oferecer: "felicidade grátis". Porém, poucos são vulneráveis. Osho me perdoe. (comentário do canal)

Eckhart Tolle - Entrevista no The Hour

Eckhart Tolle


Eckhart Tolle - Entrevista no The Hour - legendas em português


(click em CC e deixe-o vermelho para legendar o vídeo)
(As vezes é necessário apertar o "play" para aparecer a opção CC)


.

Papaji - Me mostre Deus

Papaji


Posto este vídeo pela sua metáfora, uma boa definição...

Papaji - Me mostre Deus (legendas em português)


.....

terça-feira, 26 de junho de 2012

Osho: O homem não é uma ilha, ele é parte de toda essa unidade


 
 
O homem não é uma ilha, ele é parte de toda essa unidade.

Nem mesmo os melhores relógios feitos pelo homem mostram o tempo tão precisamente como faz a Terra. Leva vinte e três horas e cinquenta e seis minutos para a terra dar uma volta em torno de seu eixo. Com base nesse período de tempo projetamos um dia de vinte e quatro horas. E até agora não se tem conhecimento que a Terra tenha atrasado ou adiantado um segundo sequer para completar sua revolução. Mas a razão é que não temos tido recursos totalmente precisos com os quais estudar esse fenômeno, desse modo, temos feito apenas estimativas grosseiras. Mas quando o ciclo de noventa anos do sol se completa e se reajusta para um novo ciclo, o relógio da terra é agitado. Na hora em que o sol experimenta um aumento da radiatividade, durante seu ciclo de onze anos, o relógio da Terra também é perturbado. Quando a Terra fica sob a influência de tais forças externas seu ritmo interno é perturbado. Qualquer nova influência cósmica como uma estrela, um meteoro ou um cometa passando perto da Terra também o perturba. Em uma escala cósmica, coisas muito distantes no céu estão realmente muito perto porque tudo está interconectado de uma forma invisível.

Contudo, a habilidade de nossa linguagem de expressar esse fenômeno é muito débil porque quando dizemos que uma estrela chega um pouco mais perto do nosso sol, pensamos nisso no sentido ordinário de uma pessoa chegando mais perto de outra pessoa. Ainda assim, essas distâncias são muito grandes, mesmo uma ligeira mudança nas distancias entre objetos cósmicos e o eixo da terra é perturbado - embora possamos não estar absolutamente cônscios disso. Para perturbar a Terra, uma grande força é necessária. Para um desvio de uma polegada na Terra, poderosos corpos cósmicos precisam passar perto de sua órbita.

Quando esses grandes corpos cósmicos passam perto da Terra, eles também passam perto de nós. Quando a Terra é sacudida, não é possível que as árvores que estão crescendo nela não se agitem. Não é possível que o ser humano que vive e caminha nela não seja afetado. Não, tudo é afetado, mas a agitação é muito rápida, e o homem não possui instrumentos para mensurá-la.

Contudo, agora temos instrumentos eletrônicos tão sensíveis, que uma vibração de um milésimo de segundo de duração também pode ser medida. Mas a vibração no ser humano ainda não pode ser medida. Até agora não temos feito quaisquer instrumentos com os quais mensurá-la.

O homem é uma criatura muito sutil e é necessário que ele seja assim; senão seria difícil para ele viver na Terra. Se ele fosse capaz de experienciar e de estar cônscio de toda a influência das forças que o cercam e agem sobre ele vinte e quatro horas do dia, ele não sobreviveria. Somos capazes de viver apenas porque não estamos cônscios de tudo que está acontecendo ao nosso redor.

Osho


Osho - Mistérios Escondidos, Capítulo 6 (artigos)

Krishnamurti: Como encontrastes Deus?


 
Como encontrastes Deus? "Krishnamurti não nega a existência de Deus"

Pergunta: Como encontrastes Deus?

Krishnamurti: Como sabeis, senhor, que eu encontrei Deus? Não riais, senhores. Esta pergunta é muito séria. Senhor, Deus pode ser conhecido? Deus pode ser achado? Prestai atenção, por favor. Deus é uma coisa que anda perdida e que temos de achar? Pode-se reconhecer aquela Realidade, aquele Deus? Se podeis reconhecê-la, então já tendes conhecimento dela; e se já tendes conhecimento dela, não é coisa nova. Se sois capaz de conhecer (experience) Deus, a Verdade, essa experiência é gerada pelo passado, e por conseguinte já não é a verdade e, sim, meramente, uma “projeção” da memória. A mente é produto do passado, do conhecimento, da experiência, do tempo; a mente pode criar Deus; ela pode dizer: “sei que isto é Deus”, “sei que tive a experiência de Deus”, “sei que há Deus, a voz de Deus me fala”. Mas isso é só memória, - a antiga reação do vosso condicionamento. A mente pode inventar Deus e pode experimentar Deus. A mente que é resultado do conhecido pode “projetar-se” e criar toda a sorte de imagens e visões; tudo isso, porém, se acha na esfera do conhecido. Deus não pode ser conhecido. Ele é totalmente desconhecido. Não pode ser “experimentado”. Se quando não há “experimentador” e não há “experiência”, só então pode a Realidade aparecer. É só quando a mente se acha no “estado do desconhecido” que pode surgir o desconhecido. Só depois de se apagar toda experiência, todo conhecimento, está a mente verdadeiramente tranqüila, silenciosa, e nessa tranqüilidade, que é imensurável, nessa tranqüilidade, nasce Aquilo que não tem nome.
14 de fevereiro de 1954


Livro: AS ILUSÕES DA MENTE (páginas 55, 56)
Autor: J. Krishnamurti
Edições de Ouro

Krishnamurti: Autoridade





Autoridade

Se um homem deseja obedecer e seguir a um outro, ninguém pode impedi-lo; porém é o superlativo da falta de inteligência e leva a grande infelicidade e frustração.

Se aqueles de vocês que estão me ouvindo, começarem a pensar real e profundamente sobre a autoridade, não mais seguirão a ninguém, inclusive a mim próprio. Como disse, porém, é muito mais fácil seguir e imitar do que, realmente, libertar o pensamento da limitação do medo, e bem assim, da compulsão e da autoridade.

Admitir a autoridade é abandonar-se à influência de outros, o que implica sempre o propósito, o desejo de se obter algo em retorno; ao passo que na outra há absoluta insegurança; e como as pessoas preferem a ilusão do conforto, da segurança, seguem a autoridade com sua frustração. Se, porém, a mente discerne a ilusão do conforto ou da segurança, nasce a inteligência, o desconhecido, a essência da vida.

Krishnamurti


click na imagem para vê-la maior

Postagens populares