"Longe é um lugar perto que se chega com paciência."
(Fábio Ibrahim El Khoury)

Facebook

quinta-feira, 19 de março de 2015

Reflexão: Gandhi e o Professor


Quando Gandhi estudava Direito na Universidade de Londres, havia um professor, cujo sobrenome era Peters, que sentia animosidade por Gandhi, e porque Gandhi nunca abaixou a cabeça pra ele, suas discussões eram bem comuns.

Um dia, o Sr. Peters estava almoçando no refeitório da universidade e Gandhi veio com sua bandeja e sentou-se próximo ao professor. O professor, em sua arrogância, disse: “Sr. Gandhi, você não entende... Um porco e um pássaro não sentam juntos para comer”, ao que Gandhi respondeu: “Não precisa se preocupar, professor, já estou voando embora”, saiu e sentou-se em outra mesa.

O Sr. Peters, verde de raiva, decide vingar-se no próximo teste, porém Gandhi responde brilhantemente a todas as perguntas. Então, o Sr. Peters lhe fez a seguinte pergunta, “Sr. Gandhi, se você caminha pela rua e encontra um pacote, e dentro há um saco de sabedoria e outra com bastante dinheiro; qual delas você vai pegar?”

Sem hesitar, Gandhi respondeu: “A que tem dinheiro, é claro!”

O Sr. Peters, sorrindo, disse: “Eu, em seu lugar, teria pego o da sabedoria, não acha?”

“Cada um pega o que não tem”, respondeu Gandhi com indiferença.

O Sr. Peters, já histérico, escreve na folha de prova a palavra “idiota” e entrega a Gandhi. Gandhi pega a folha de exame e se senta. Alguns minutos depois, Gandhi vai até o professor e diz, “Sr. Peters, você assinou a folha, mas não me deu a nota”.


Seja firme, mas seja gentil.


domingo, 8 de março de 2015

As três peneiras de Sócrates - Sabedoria



    O Crivo das Três Peneiras

    Augustus procurou Sócrates e disse-lhe:

    - Sócrates, preciso contar-lhe algo sobre alguém! Você não imagina o que me contaram a respeito de…
    Nem chegou a terminar a frase, quando Sócrates ergueu os olhos do livro que lia e perguntou:

    - Espere um pouco, Augustus. O que vai me contar já passou pelo crivo das três peneiras?
    - Peneiras? Que peneiras?
    - Sim. A primeira, Augustus, é a da verdade. Você tem certeza de que o que vai me contar é absolutamente verdadeiro?
    - Não. Como posso saber? O que sei foi o que me contaram!
    - Então suas palavras já vazaram a primeira peneira. Vamos então para a segunda peneira: a bondade. O que vai me contar, gostaria que os outros também dissessem a seu respeito?
    - Não, Sócrates! Absolutamente, não!
    - Então suas palavras vazaram, também, a segunda peneira. Vamos agora para a terceira peneira: a necessidade. Você acha mesmo necessário contar-me esse fato, ou mesmo passá-lo adiante? Resolve alguma coisa? Ajuda alguém? Melhora alguma coisa?
    - Não, Sócrates… Passando pelo crivo das três peneiras, compreendi que nada me resta do que iria contar.

    E Sócrates, sorrindo, concluiu:

    - Se passar pelas três peneiras, conte! Tanto eu, quanto você e os outros iremos nos beneficiar. Caso contrário, esqueça e enterre tudo. Será uma fofoca a menos para envenenar o ambiente e fomentar a discórdia entre irmãos. Devemos ser sempre a estação terminal de qualquer comentário infeliz! Da próxima vez que ouvir algo, antes de ceder ao impulso de passá-lo adiante, submeta-o ao crivo das três peneiras porque:

    •Pessoas sábias falam sobre ideias;
    •Pessoas comuns falam sobre coisas;
    •Pessoas medíocres falam sobre pessoas.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Com essas regras básicas, teríamos uma internet e mídia um pouco mais saudáveis - além de mentes mais conscientes.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Curta:
1) www.facebook.com/encontrocosmico
2) www.facebook.com/autoconhecimento1


Medite sobre o que você deseja compartilhar.



“O início da sabedoria é a admissão da própria ignorância. Todo o meu saber consistem em saber que nada sei.”
―Sócrates


.


Postagens populares